Câmara de Vereadores aprova por unanimidade projeto de lei que trata sobre a não inclusão que visam

Câmara de Vereadores aprova por unanimidade projeto de lei que trata sobre a não inclusão que visam à reprodução do conceito de ideologia de gênero nas escolas da Rede Pública de ensino do Município de Estreito.

Na sessão desta segunda-feira, 09 de Abril foi aprovada o Projeto de Lei nº 002/2018 de autoria dos Vereadores Glaudston Lopes e Helder Cirqueira que trata sobre a não inclusão na grade curricular das escolas de rede municipal de ensino as atividades que visam a reprodução do conceito de ideologia de gênero.
Dentre as justificativas apresentadas pelos parlamentares destaca-se na Constituição brasileira em seu artigo 205 onde diz que a educação não é somente dever do Estado, mas ‘’direito de todos e dever do Estado e da família’’, partido do pressuposto de que os estudantes são a parte mais vulnerável do processo educacional, cabendo aos pais definir os valores e princípios repassados aos filhos e ao Estado por meio de politicas publicas assegurar-lhes sua formação e instrução intelectiva, fica claro que especular a introdução na grade curricular do ensino lecionando e ideologia de gênero é contrario e foge das atribuições do estado e invade o amago das famílias.

O Projeto de lei reconhece a importância da família, aonde na Ideologia de gênero vem pregando contra os valores tradicionais da família. O vereador Helder em sua fala diz que o importante é sabermos que nossas crianças serão preservadas, ou seja, que ninguém venha a confundir a cabeça delas e afirma também que não é contra os Homossexuais , ao contrario, amamos essas pessoas, apenas discordamos do comportamento delas.
O projeto de Lei foi aprovado por unanimidade e encaminhado ao chefe do executivo para sancionar.

Fonte: Técnica em Comunicação da Câmara

Área Administrativa